segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Quer Convite para o Lockerz?

Fala galera vocês conhecem o Lockerz?não pô não sabem  a chance que estão perdendo
no Lockerz vocês podem ganhar PSP,XBOX360,PS3,WII,MAC BOOK,  e muito outros prêmios participem quem quiser um convite me deixe o email nos comentarios abraço!!!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Nokia anuncia receptor de TV digital por bluetooth

A Nokia lançou, no dia 25 de novembro, o receptor de TV digital compatível com o sistema de transmissão brasileiro, o SBTVD. O modelo SU-33Wb teve seu software desenvolvido por pesquisadores brasileiros do Instituto Nokia de Tecnologia (INdT), em Manaus, como resultado dos investimentos locais da empresa em pesquisa e desenvolvimento. Com ele, o consumidor recebe o sinal da TV aberta na versão brasileira do padrão ISDB-T.


A primeira oferta do produto será disponibilizada no Nokia N85, devido à sua tela de 2,6 polegadas, que conta com tecnologia Active Matrix, que proporciona melhores resultados em resolução de imagem. A intenção da empresa é lançar o dispositivo para o Nokia N97 e Nokia 5800 Comes With Music, ainda no primeiro semestre de 2010. O SU-33Wb também será vendido separadamente, a partir do primeiro trimestre do ano que vem.


O uso do módulo de TV digital SU-33Wb é simples e intuitivo. Para utilizá-lo, o consumidor deverá sincronizar o receptor com o telefone, por meio do Bluetooth, e digitar uma senha, e imediatamente já pode sintonizar os canais de TV. A bateria do SU-33Wb suporta até sete horas de uso sem interrupção.


A edição especial Nokia N85 com TV Digital estará disponível aos consumidores a partir da semana que vem na Nokia Store SP e na loja virtual e, posteriormente, em redes do varejo, pelo preço de R$ 1.599.


O Video do Receptor: ASSISTA

receptor de TV digital Nokia por bluetooth ação...

como postei A nokia lanço um receptor de tv digital por bluetooth aqui vai o video dele...




Gostaram???

Dell lança netbook touchscreen

A Dell, segunda maior fabricante de computadores do mundo, lançou ontem, 25 de novembro, o netbook Latitude 2100, com tela de 10,1 polegadas, alta qualidade de imagem, ciclo de vida longo, recursos de segurança, webcam e, a grande novidade, tela sensível ao toque. O equipamento será voltado para o mercado corporativo.



Nas cores preta, azul e vermelha, o modelo é leve e com acabamento emborrachado, para melhor absorver os impactos do dia-a-dia. O netbook da Dell será produzido e comercializado no Brasil, com valor de venda a partir de R$ 1.199.

O equipamento é composto por especificações bastante potentes para o seu tamanho: processador Intel Atom N270 (1.60 GHz, 512KB L2 Cache, 533MHz FSB), tela WSVGA (1024 x 576) LED, 2GB de Memória, bateria de lítio de 3 ou 6 células com Express Charge, Solid State Drive de até 16GB ou HD de até 250GB, Bluetooth e rede local Wireless.
 
 
 
Fonte :http://olhardigital.uol.com.br/digital_news/noticia.php?id_conteudo=9918&/DELL+LANCA+NETBOOK+TOUCHSCREEN

O Google não está para brincadeira! lá vem o celular!!!


O Google planeja lançar no começo do ano que vem um telefone celular com a sua própria marca, como a Apple tem o iPhone. A informação é do site TechCrunch, especializado em tecnologia.


O site conta que o Google vai vender o aparelho diretamente ou por meio de lojas. O celular deve ser produzido por uma grande fabricante desse mercado, provavelmente da Coréia do Sul, mas terá apenas a marca da empresa de buscas.

Os rumores sobre o lançamento de um celular do Google existem há anos. No ano passado, chegaram ao mercado os primeiros celulares com a plataforma Android, sistema operacional criado por um grupo de empresas liderado pelo Google.


O Android ganhou muita atenção neste ano, na medida em que as fabricantes de celulares buscam formas de superar o iPhone. Mas os aparelhos são vendidos pelas marcas fabricantes, como HTC e Motorola, e apenas com o sistema operacional do Google.


Fonte :http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/noticias/google-vai-lancar-celular-com-sua-marca-diz-site-20091118.html

Cartucho programável permite a criação de jogos para o Super Nintendo

Por Matheus Gonçalves





Um grupo de programadores dos Estados Unidos criou um cartucho de desenvolvimento de jogos para o famoso console de 16 de bits da japonesa Nintendo, o Super Nintendo ou SNES. O Quickdev16 pode ser conectado ao computador via USB para receber os jogos e funciona em Linux, Windows e Mac OS X.

De acordo com o site Hack a Day, o cartucho usa um microcontrolador chamado ATmega644. A interface de programação, software usado para criar os jogos num PC ou Mac e os enviar ao cartucho, conta com um poderoso console de depuração para “caçar” erros.

Cartucho programável para SNES


O cartucho pode ser usado para desenvolver novos jogos ou, simplesmente, para servir de “receptáculo” de jogos existentes “pirateados” da internet – com um único cartucho, é possível jogar toda a biblioteca de jogos do SNES. Segundo o site do projeto, todo o processo se dá via linha de comando nas três plataformas, mas uma interface gráfica está nos planos.






Atualmente há suporte a consoles Super Nintendo NTSC e PAL, mas não a versões mais avançadas do videogame que usavam processadores digitais de sinais (DSP).






Todo o projeto está sendo distribuído de forma gratuita, incluindo a parte eletrônica e o código fonte de todo o software. Mais informações e um vídeo com o cartucho em ação estão disponíveis em bit.ly/snescard.



fonte:http://www.geek.com.br/

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Stoba: as baterias de Ion-Lítio muito mais seguras

Stoba: as baterias de Ion-Lítio muito mais seguras  Por Allan Valin Ribeiro da Fonseca



Conheça a tecnologia que previne a explosão e o superaquecimento de baterias de Ion-Lítio. As baterias de Ion-Lítio, nos últimos tempos, são as mais utilizadas mundialmente. Porém, há um grande problema causado por elas, o qual poucas pessoas conhecem: quando a bateria sofre um curto-circuito interno, ela pode atingir facilmente os 500 °C. Qual o problema em deixar o aparelho “quentinho”? Ora, tamanha temperatura pode iniciar um incêndio ou até mesmo causar uma explosão!

Pensando em uma maneira de resolver esse problema, o ITRI (“Industrial Technology Research Institute”, ou Instituto de Pesquisa em Tecnologia em Tecnologia Industrial) de Taiwan desenvolveu um material chamado Stoba.

Como o Stoba funciona?


O Stoba é um material poroso colocado entre o pólo positivo e o pólo negativo de uma bateria. Ao atingir 130 °C ele se transforma em um filme capaz de interromper as reações químicas da bateria. Além de prevenir explosões e incêndios, o Stoba também aumenta a vida útil das baterias em 20% (aproximadamente dois anos), pois as mantém com uma temperatura média de 55 °C.


Manter a temperatura de uma bateria constante e impedi-la de superaquecer garante mais do que a segurança do usuário, pois o fato de aquecer menos a faz não gastar tanta energia. Imagine a seguinte situação: a bateria de determinado notebook dura duas horas, porém ela superaquece com facilidade. Resultado? Ao invés de duas horas, ela passa a durar, por exemplo, reles 30 minutos.




Apesar de poder causar acidentes, o superaquecimento também pode ser de alguma utilidade. Peter Hagelstein, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), começou uma pesquisa sobre como aproveitar o calor desperdiçado pelas baterias de modo semelhante ao Ciclo de Carnot. Ou seja, transformar o calor da bateria (energia desperdiçada) em energia: uma espécie de reciclagem de energia.



Disponível em breve

A previsão para que o material comece a ser utilizado pelas grandes empresas fabricantes de aparelhos eletrônicos é para o primeiro trimestre de 2010. Entretanto, o acréscimo de segurança não é gratuito: o preço de produtos com esta tecnologia crescerá em torno de 3%.


Fonte: http://www.baixaki.com.br/info/3122-stoba-as-baterias-de-ion-litio-muito-mais-seguras.htm

Google lança nova linguagem de programação

“Go” se parece com C, e foi projetada para facilitar e acelerar o desenvolvimento de software.


O Google está lançando uma nova linguagem de programação. Batizada de “Go” e lembrando fortemente a linguagem de programação C (com pitadas de Python e outras linguagens), ela foi projetada para facilitar o desenvolvimento de software, incentivar a reutilização de código e ter alto desempenho durante a compilação e execução.

Em um FAQ no site oficial do projeto (golang.org) a empresa detalha as origens e objetivos da linguagem, bem como apresenta seus principais recursos. Para os programadores o site tem tutoriais e uma palestra em vídeo com uma hora de duração, além de um documento que explica as diferenças entre Go e C++, para ajudar os desenvolvedores experientes a se adaptar à nova linguagem.

Compiladores Go estão disponíveis para Linux e Mac OS X (não há sinal de uma versão Windows) e geram código para três plataformas: AMD64 (processadores x86 de 64 Bits), 386 (processadores x86 de 32 Bits) e ARM (ainda em desenvolvimento), útil para desenvolvimento de programas para smartphones Android. Também há uma lista de discussão, batizada de Go Nuts!.

Curiosamente o Google ainda não utiliza Go em seus projetos internos, já que não considera a linguagem “madura o suficiente”. Entretanto, reconhece que a linguagem foi feita “sob medida” para escrever o tipo de software que o Google usa em seus servidores.




Fonte: http://www.geek.com.br/

Designers de Taiwan recriam quadro de DaVinci com placas-mãe

Uma colagem feita a partir de placas-mãe usadas e chips de computador reproduz o quadro La Gioconda, mais conhecido como A Mona Lisa, de Leonardo DaVinci. A peça é de autoria de designers taiwaneses da Asustek, empresa detentora da marca ASUS. Apesar de apenas sugerir a pintura de Da Vinci, especialmente pela escassez dos detalhes, o mosaico compõe uma curiosa obra de arte geek.

Alguns projetistas de circuitos impressos da empresa já planejavam a execução do “quadro” desde 2008, de acordo com uma matéria do programa televisivo Nightly Business Report , da TV pública norte-americana PBS.



O blog Gadget lab da revista Wired aponta dois significados para a colagem: uma referência à tecnologia usada pela Asus para alcançar seu status e também mostrar um pouco do perfil da empresa, que apoia todos os tipos de ideias, inclusive as mais estapafúrdias. De fato, uma grande placa-mãe em forma de pintura (ou, melhor dizendo, uma grande pintura em forma de placa-mãe) faz todo o sentido para a empresa, que despontou e cresceu no mercado internacional com suas placas-mãe nos anos 90, sendo uma das corporações icônicas dos chamados então Tigres Asiáticos.
A obra foi instalada na entrada principal da sede da Asustek, em Peitou, Taiwan.




Fonte: http://www.geek.com.br/

Holografia portátil pode chegar em 2010

A previs?o é de uma patente registrada pela firma indiana de tecnologia e consultoria Infosys, noticiou o site Digital Trends. A patente aborda a criaç?o de aparelho portátil capaz de processar, transmitir e receber imagens holográficas tridimensionais.







Há muitas décadas tenta-se criar imagens tridimensionais. Já existe uma técnica estabelecida de se criar películas com uma foto aparentemente tridimensional, empregada em cart?es de crédito e selos de autenticidade. Entretanto, a captura da imagem por meio dessa técnica é algo complicado, caro e estático. A nova patente, calcada por tecnologias que n?o estavam disponíveis há anos, promete baratear e simplificar o processo.






O dispositivo tiraria uma série de fotografias 2D e, através de alguns algoritmos, transformaria as imagens em um fotografia 3D. Os dados seriam ent?o enviados “crus” ao destinatário e, através de um projetor laser com lentes óticas micro-holográficas, a imagem 3D seria reconstruída sem perda de resoluç?o, explicou o site Silicon.com.






A novidade pode auxiliar o trabalho de investigadores e médicos, que remotamente contar?o com imagens mais realistas de acidentes. Um porta-voz da empresa, que prev? que até 2010 mais de 8 milh?es de unidades do aparelho esteja disponível no mercado, afirmou que a novidade ainda beneficiará a indústria cinematográfica e de games.

Intel e sua visão futuristica

Que os caras da Intel são loucos eu já sabia projetos como robotica sensorial me intrigam,mas eles realmente são sensacionais não só pela perfeição mas também pela politica que a empresa utiliza.
Visitando o site me deparei com games e matérias interessantes sobre o futuro que a INTEL planeja para o planeta terra,bom vou deixar alguns links interessantes agora:



Envie uma Capsula para o espaço:Game muito legal,mas não fiquei nem entre os 10 primeiros rsrs . play

Monte o seu carro para o futuro:Energia Solar?,HIDROGENIO?,ELETRICA?,PAINEL TRANSPARENTE? É aqui você pode monte o seu carro sem prejudicar o meio ambiente Play

Você conhece a INTRU3D?Pois é,eu mesmo nunca tinha ouvido falar,talves quem trabalhe com animações 3D,neste video é interresante para se ter uma base do que a Intel e a Dreamworks estão "aprontando"..Play

Bem vindo a maquina do tempo aqui você vai viajar com a INTEL por um mundo que não para. Play




Site oficial em Português Link

Core i7 o processador mais rapido do mundo chega aos notebooks

O Core i7, processador mais rápido do mundo, agora, também está embarcado em laptops. Os computadores portáteis ganham ainda mais rapidez e performance com o novo chip. "Existem hoje o Core2Duo e o Core2Quad. O Core i7 vai substituir estes processadores, tanto no mundo business como para o consumidor final", afirma Fidel Rios, engenheiro de aplicações da Intel.


Exatamente por ter sido desenvolvido para um público exigente e aficionado por tecnologia, os laptops com Core i7 precisam oferecer o melhor em termos de acessórios. A tela, geralmente, é grande, por volta das 17 polegadas. O corpo do equipamento precisa ser um pouco mais grossinho, porque o processador dissipa mais calor e, consequentemente, necessita de uma maior ventilação. "Ele é um pouco mais pesado que os notebooks normais, porque tem vários equipamentos que dissipam mais calor, mas colocamos uma bateria um pouco melhor pra conseguir atender a todas essas necessidades. Colocando discos SSD e memórias DDR3 a gente tem menos consumo de energia também, então isso ajuda no conjunto final", explica Fidel.


Todas as funcionalidades presentes em computador de mesa com o processador core i7 também ganham destaque aqui. A função de hypertreading, multiplica por dois o número de núcleos de processamento. O core i7 tem quatro núcleos físicos. O hypertreading (lê-se ráipertréding) cria mais quatro, virtuais. Portanto, você tem oito núcleos de processamento a seu dispor. Já o turbo boost dá um ganho extra de potência quando requisitado. Assim, jogos pesados e com muitos detalhes gráficos rodam perfeitamente, sem congelar. Você já tinha visto algo parecido?


Se você é apaixonado por tecnologia como nós, fique ligado. Logo no início do ano que vem, muitas novidades devem surgir, tanto para desktops quanto para notebooks. E você acompanha tudo aqui, no Olhar Digital.



Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/links/video_wide.php?id_conteudo=9868&/CORE+I7+CHEGA+AOS+NOTEBOOKS

Força aérea dos Estados Unidos compra mais de 2 mil PlayStation 3

O objetivo é criar um supercomputador para processamento de dados.


Consoles ajudarão na pesquisa de 'computação neuromórfica'.
 

A força aérea dos Estados Unidos encomendou 2,2 mil consoles PlayStation 3 da Sony. A intenção é criar um supercomputador barato capaz de realizar processamento de dados com a mesma eficiência das máquinas usadas pelas forças armadas do país.




Os videogames serão ligados em rede e serão utilizados para o processamento de dados de imagens de radar em alta resolução e vídeos e ajudarão na pesquisa de “computação neuromórfica”, um novo tipo de circuito de computador que imita arquiteturas neurobiológicas.



Os consoles serão enviados diretamente para o laboratório de pesquisa da força aérea americana onde serão conectados aos 336 que fazem parte do sistema

Lula adia decisão sobre banda larga para o final do ano ¬¬

Eeeeeeeeeeeee Sr presidente vamo lá  o Brasil quer uma internet melhor ^^

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva adiou a definição sobre programa de expansão da rede de banda larga no país após reunião com o grupo ministerial que discute o tema nesta terça-feira (24). Lula pediu mais detalhes sobre a proposta e deu prazo de três semanas para uma nova reunião.


A ideia inicial é colocar a antiga Telebrás à frente da gestão do programa. Para ampliar maciçamente o acesso à internet banda larga no país o governo pretende usar a rede de fibras óticas da Eletronet, empresa que está em processo falimentar há anos.


Contudo, essa rede foi incluída como um dos ativos da Eletronet e incorporada à massa falida da empresa. Para ser usada, o governo teria que convencer o Poder Judiciário que a rede não faz parte dos ativos e não pode ser vendida com a massa falida da empresa.

Essa seria a solução para colocar o projeto na rua, mas o governo ainda não definiu como se dará o acesso aos consumidores. Pode ser por meio das operadoras de telefonia ou pela criação de um novo mercado de provedores regionais de acesso.


Além do grupo ministerial, o Ministério das Comunicações também elaborou um plano para massificação do acesso em banda larga no país. Pelo plano, o Brasil alcançaria 90 milhões de acessos de banda larga até 2014. O custo estimado do projeto chegaria a R$ 75,5 bilhões.


Nesta terça-feira, o Ministério das Comunicações informou que o plano seria apresentado ao presidente Lula na reunião do grupo ministerial. O presidente, porém, acabou adiando a discussão sobre a expansão da rede para dezembro.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Vendido por US$ 342 milhões, BuscaPé começou com R$ 100 ao mês

Aos 31 anos, Romero Rodrigues, presidente do grupo BuscaPé, viu a empresa que fundou com outros três sócios há dez anos ser vendida por US$ 342 milhões à gigante africana Naspers. O negócio, que envolveu uma fatia de 91% do grupo de sites de comparação de preço, lembra histórias como as do Google ou do Facebook – em que estudantes empreendedores criaram negócios milionários - , e parece ainda mais grandioso quando o empresário conta que o investimento inicial do site era de “cerca de R$ 100 por mês”.


Questionado se acha que sua história é semelhante à do criador do Facebook, Mark Zuckerberg, de 25 anos, Rodrigues diz ver “muita semelhança”. “O termo genuíno é muito usado para empresas de internet. Uma empresa genuína de internet é aquela que a mesa, na verdade, é uma porta, porque não há dinheiro, que a galera come pizza à noite”, diz.
A declaração faz sentido quando se conhece a história do BuscaPé. Em 1999, graças à necessidade de comprar uma impressora, três amigos do curso de Engenharia Elétrica da USP perceberam que não havia um serviço de busca e comparação de preços na internet. “Encontrávamos tudo, menos preço e avaliações, se o produto era bom ou não.”

Após um ano de estudo para desenvolvimento, e algumas tentativas frustradas – lojas físicas não forneciam seus preços -, nasceu o BuscaPé, que realizava a busca e a comparação nas lojas online.
“Era uma época romântica porque o dinheiro que tínhamos, de estágio, de pesquisa, era pouco. Investíamos R$ 100, R$ 150, de junho de 1998 até novembro de 1999, quando o site estava no ar rodando”, conta.

Dez anos depois

Passados dez anos, a realidade do BuscaPé é bem diferente. Presente em 28 países, o grupo conta com site como o QueBarato!, Pagamento Digital, FControl, Bondfaro, e-bit e Wiki2Buy, todos baseados no comércio online.
Com o negócio fechado com a africana, Rodrigues diz não saber se a expansão pode acontecer para o continente. “Nosso foco é a América Latina”, diz, mas estima que o crescimento do e-commerce e a entrada de grandes varejistas na internet – como Casas Bahia e a expansão do Extra – podem ajudar o grupo BuscaPé. “Acho que o principal desafio é integrar melhor nossas marcas e expandir isso para a America Latina.”
Os sócios-fundadores, Rodrigues, Rodrigo Borges e Ronaldo Takahashi, e Rodrigo Guarino, que entrou depois, continuarão na empresa.

Para os fãns da linha Sony Vaio



O novo integrante da série NW conta com o com leitor de Blu-ray, ideal para quem quer assistir filmes na melhor resolução disponível.

O VAIO NW vem equipado com tela Real Widescreen de 15.5” com resolução 1366 x 768 e aspecto 16:9, processador Intel Core 2 Duo P7450 de 2.13GHz, memória de 4GB, expansível até 8GB e disco rígido de 500GB.
O modelo já vem com Windows 7 Home Premium autêntico de 64 bits e sua bateria proporciona até 4 horas de uso.

O preço sugerido para o VAIO NW é de R$ 3.999,00.


segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Domínio brazil.com é vendido por cerca de US$ 500 mil

Quanto vocês estariam dispostos a pagar pelo domínio brazil.com? Teve gente que desembolsou cerca de US$ 500 mil e arrematou o endereço da web.






Segundo reportagem da Efe, o grupo internacional de compra e vendas de domínios, sedo.com, informou que o endereço foi o quarto mais caro vendido no trimestre.






O domínio mais valioso arrematado neste fim de ano foi o call.com, por mais de US$ 1 milhão, seguido pelo server.com (US$ 814 mil) e pelo christian.com (US$ 618 mil).






Já na história da internet, o endereço sex.com foi o domínio mais caro, vendido pelo valor de US$ 14 milhões, de acordo com pesquisa do site fka200.com.


Fonte:http://uoltecnologia.blog.uol.com.br/arch2009-11-15_2009-11-21.html#2009_11-20_17_08_50-100450639-26

quais são os riscos de desbloquear seus eletrônicos?? Por Altieres Rohr

Um vírus inofensivo para iPhone foi disseminado na Austrália, conforme postado aqui no blog o os iphones australianos desbloqueados foram pegos de surpresa . Detalhe: apenas aparelhos desbloqueados estavam vulneráveis. Além do iPhone, muitos outros eletrônicos, especialmente consoles de videogame e outros gadgets podem ser desbloqueados. Mas por que o desbloqueio torna esses dispositivos possíveis alvos de ataques? Entenda o motivo na coluna Segurança para o PC de hoje.


O BLOQUEIO


Os eletrônicos se assemelham cada vez mais a computadores. Possuem componentes genéricos que podem realizar uma infinidade de tarefas, como qualquer PC. No entanto, o fabricante do hardware geralmente deseja que o equipamento seja utilizado de um modo pré-determinado. O bloqueio é exatamente a tecnologia empregada para impedir que o aparelho realize tarefas para as quais ele não foi projetado.
As operadoras de telefonia realizam um bloqueio diferente nos celulares, que impede o funcionamento de chips de concorrentes. Novamente, o bloqueio interessa a alguma empresa, neste caso, à operadora. Os fabricantes enviam estes telefones para as operados sem nenhum bloqueio ou restrição, porém, por não contarem com os subsídios da operadora, custam mais caro. A ideia das operadoras é que a mensalidade e as chamadas feitas pelos clientes paguem a oferta do telefone a um preço reduzido, semelhante ao que acontece com os desenvolvedores de consoles que apostam na venda de jogos.



O bloqueio é uma limitação que interessa ao fabricante ou fornecedor do dispositivo.


No caso do iPhone, o bloqueio serve para garantir que o celular da Apple seja usado apenas com operadoras de telefonia específicas. Essa capacidade é muito relevante na hora de negociar os contratos envolvidos na venda do produto.


Em videogames, o bloqueio serve para evitar o uso de jogos piratas. Como a fabricante do console recebe parte da receita de jogos, e hoje alguns consoles são vendidos até abaixo do preço de custo justamente com a expectativa dessa receita, é muito interessante que apenas games originais sejam comercializados. O bloqueio também impede que produtores independentes comercializem seus jogos sem autorização, garantindo o negócio permaneça sob o controle.





Além do bloqueio de operadora, como o de qualquer outro celular, o iPhone (e o iPod também) possuem um bloqueio como o dos consoles: somente aquilo que é autorizado pelo fabricante – no caso, a Apple – pode ser executado no aparelho. Porém, o iPhone e o iPod são capazes de muito mais que isso, o que levam usuários interessados a criarem mecanismos de burlar esta restrição e é isso que é o desbloqueio.


Exceto no caso de celulares com SIM lock (bloqueio de chip), onde não há risco nenhum de ter o aparelho desbloqueado, o destravamento permite que diversos “recursos” adicionais sejam habilitados. No caso dos consoles, é possível usar não apenas jogos piratas, mas também jogos “independentes”, emuladores e, em alguns casos, reproduzir DVDs de qualquer região, MP3 e outros utilitários que não são por si só ilegais.









Mas, ao ter essa liberdade, o número de possíveis problemas aumenta. Há um cavalo de troia que danifica os consoles portáteis PSP da Sony e o DS da Nintendo, por exemplo. Essas pragas só podem ser executadas por meio do uso de alguma técnica que retire a limitação imposta pelo fabricante.






No caso do iPhone, o desbloqueio, também chamado de jailbreak, permite a execução de aplicativos não-autorizados. Com isso, torna-se possível a criação de vírus – o que normalmente não é possível, exceto pelo uso de alguma brecha de segurança. Foi o que aconteceu no caso do primeiro “vírus” inofensivo criado para o aparelho.







Já os iPods podem até rodar Linux depois de destravados. Um vírus-conceito chamado Podloso foi criado para mostrar que o tocador de música digital também pode sofrer ataques.


No entanto, o desbloqueio não é comum o suficiente para tornar essas plataformas alvos de criminosos de verdade. Quem destrava o aparelho, apesar da sua proibição pelo acordo de licença que acompanha os produtos, aproveita as vantagens. “O iPhone sem jailbreak não tem a menor a graça!”, afirma o tecnólogo em automação industrial Renato Victor Mejias, de 23 anos, que tem um iPhone há 7 meses.








Mejias destaca as vantagens de ter desbloqueado seu celular da Apple. “Posso usar o bluetooth com outros aparelhos, posso usar programas gerenciadores de arquivos, instalar aplicativos de terceiros que não estão na Apple Store... Antigamente, a Apple não liberava envio de MMS, então era necessário desbloquear o aparelho para poder enviar as mensagens. Com o firmware 3.0, no entanto, isso foi liberado. Posso usar meu iPhone como modem, posso instalar aplicativos para pode fazer gravações com a câmera [a câmera do iPhone nativamente só tira fotos] e carregar páginas em Flash”.






Ele diz não ter medo de vírus, pois “prefere correr o risco a ter um dos melhores aparelhos do mundo com todas as limitações impostas pela Apple” e opina que a companhia de Steve Jobs deveria conversar com os donos de iPhone para chegar a um consenso. “Espero que um dia Apple faça uma pesquisa de mercado com seus usuários para ver que o número deles que pedem o desbloqueio é grande, e estude soluções viáveis para agradar a todos os donos do iPhone e eles como empresa”.






De qualquer forma, as chances de ser infectado por um desses vírus é muito pequena. Os ataques costumam ser bem localizados e, para ser atingido, será necessária uma dose de azar. Os vírus para esses eletrônicos desbloqueados têm uma dificuldade muito grande de se espalhar, quando tentam. Por enquanto, desbloquear é uma prática segura, mas é necessário estar ciente dos riscos para evitar qualquer problema.



*Altieres Rohr é especialista em segurança de computadores e, nesta coluna, vai responder dúvidas, explicar conceitos e dar dicas e esclarecimentos sobre antivírus, firewalls, crimes virtuais, proteção de dados e outros. Ele criou e edita o Linha Defensiva, site e fórum de segurança que oferece um serviço gratuito de remoção de pragas digitais, entre outras atividades. Na coluna “Segurança para o PC”, o especialista também vai tirar dúvidas deixadas pelos leitores na seção de comentários. Acompanhe também o Twitter da coluna, na página twitter.com/g1seguranca.













Pegadinha 'musical' da internet dá origem a vírus para iPhone

Praga coloca imagem do cantor Rick Astley na tela dos usuários Vírus só foi identificado em aparelhos desbloqueados na Austrália.Usuários do iPhone na Austrália divulgaram neste final de semana que seus telefones foram infectados por uma praga que tem como alvo aparelhos desbloqueados. Depois de se instalar nos portáteis, o código malicioso muda a imagem da tela para uma foto do cantor Rick Astley, sucesso nos anos 80. O mecanismo desse golpe é o mesmo descrito na sexta-feira (6) pela coluna Segurança para o PC.
 




Astley virou ícone dos nerds por conta de um brincadeira chamada “Rickrolling”: internautas “mascaram” o link desse clipe com a promessa de um texto interessante ou um vídeo inédito. Quando a vítima clica, é surpreendida com o clipe “Never Gonna Give You Up”, do cantor.

Segundo a empresa de segurança Sophos, a nova tela do iPhone vem acompanhada da frase “ikee is never going to give you up”, em referência à música. Ikee seria o responsável pela criação da praga que, ainda de acordo com a companhia, pode ter se espalhado por outros aparelhos em outras partes do mundo.

A Sophos afirma que, aparentemente, a praga não vai além de se espalhar e mudar o papel de parede dos telefones. Ainda assim, isso não significa que ataques desse tipo são inofensivos. “Acessar o equipamento de alguém e mudar os dados sem permissão é considerado crime em muitos países”, diz a empresa.

Funcionamento


Altieres Rohr, da coluna “Segurança para o PC”, divulgou recentemente um golpe parecido em que um adolescente espalhava uma mensagem na tela de diversos iPhones desbloqueados nos Países Baixos, aproveitando-se das senhas padrão usadas no telefone.



“O iPhone utiliza sempre a mesma senha para os usuários ‘root’ e ‘mobile’. Isso geralmente não é um problema porque não é possível realizar o login. No entanto, em iPhones desbloqueados, nos quais qualquer software pode ser instalado, usuários podem acidentalmente deixar em execução um serviço administração remota (SSH). Com isso, é possível acessar o aparelho por meio das senhas padrão”, explicou Rohr.



Arrependido


No caso da semana passada, o jovem conseguiu acessar os telefones porque há blocos de endereços IP específicos para acesso 3G e o iPhone pode ser facilmente identificado na rede. Com isso, foi possível acessar e hackear os aparelhos remotamente com facilidade. O invasor trocava a imagem de exibição com a mensagem, alertando sobre a invasão.



Quem acessava o site, agora já off-line, era apresentado a uma solicitação de um pagamento de US$ 4,95 para que a mensagem fosse retirada e a vulnerabilidade consertada. O responsável acabou se arrependendo do ocorrido e publicou um pedido de desculpas, além de instruções para remover a mensagem e alterar as senhas de acesso para proteger o aparelho. Ele também divulgou seu endereço de e-mail para quem precisasse de mais auxílio.










Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1371641-6174,00-PEGADINHA+MUSICAL+DA+INTERNET+DA+ORIGEM+A+VIRUS+PARA+IPHONE.html

Não bastase a Lg ¬¬

Quem vio o post  referente ao LG GD900 Crystal com o seu teclado transparente,e ficou impressionado(a) vai se assustar com esse .


É o Window Phone, quando o tempo muda ele muda junto, tipo, se o tempo estiver chuvoso ele fica todo cheio de gotinhas, se fizer frio ele fica todo embaçado e se o tempo estiver bom ele fica clarinho, e tem um detalhe, você pode enviar mensagens com seu bafo, isso mesmo, você assopra o aparelho, ele embaça, você desenha e envia. Agora só nos resta saber quando isso se tornara realidade para os usuários.




domingo, 22 de novembro de 2009

Super PC Asus: Rampage II Extreme + GF GTX295 SLI Arrasador!


Para aqueles com um mínimo de experiência e conhecimento em computadores, certamente já conhecem ou ouviram falar da marca Asus, ou ASUSTeK Computer Incorporated como é oficialmente chamada. Originária de Taiwan e com data de fundação no ano de 1989, a marca começou a ganhar destaque no cenário mundial por volta da metade da década de 90, após colocar no mercado alguns modelos de placas-mãe de alta performance e com inovações tanto em tecnologia como na integração de novos dispositivos.






Com o passar dos anos e a consolidação da marca, a Asus foi diversificando sua atuação em outros dispositivos, chegando a placas de vídeo e de som, coolers, gabinetes, monitores, e até mesmo notebooks completos, na constante tentativa de obter a preferência dos consumidores. Alguns desses dispositivos nem chegaram aparecer no mercado brasileiro e outros já deixaram de ser oferecidos pela fabricante, mas a verdade é que o principal produto da Asus continua sendo a motherboard, que está sempre entre as preferidas dos mais aficionados e usuários hardcore.






O motivo deste breve histórico sobre a Asus é que a empresa tem total ligação com esta review e os números alcançados. A verdade é que recebemos uma “Super Máquina” da empresa, equipada com dois produtos de grande importância e que estão na categoria “Top de linha” no que se refere a performance da atualidade – a placa-mãe Rampage II Extreme que permite o uso avançado de overclock e a placa de vídeo GeForce GTX 295 produzida pela empresa. Só esses dois itens do computador já seriam um excelente começo para uma máquina de altíssimo desempenho para qualquer gamemaníaco, mas para completar, a máquina que a Asus nos cedeu para os testes veio acompanhada de uma configuração impressionante: processador Corei7 965 Extreme, 12 GB de memória RAM, e no caso das placas de vídeo, como se não bastasse uma GeForce GTX 295, eram duas em SLI. Como cada GTX 295 tem dois processadores gráficos integrados, a máquina tinha nada menos do que 4 dos GPUs considerados entre os mais rápidos do mercado.






Vale ressaltar que realizamos os testes quase três meses antes da publicação deste artigo, devido a problemas técnicos e impossibilidade pessoal, mas ainda assim seus números impressionam para os interessados em montar uma máquina de alta performance ou para os curiosos sobre o que uma máquina que custaria no mercado mais de R$ 10.000 tem condições de oferecer.

Asus Rampage II Extreme e GeForce GTX 295






Como esse teste não focam em um produto em específico e sim no conjunto da obra, vamos trazer apenas algumas especificações técnicas e imagens dos dois dispositivos fabricados pela Asus: a placa-mãe Asus Rampage II Extreme e a placa de vídeo GeForce GTX 295 (ENGTX295).






Especificações Técnicas Rampage II Extreme






•Socket CPU: Intel Socket 1366 (Core i7)


•Chipset: Intel X58 /ICH10R


•BUS/Frequência: Até 6400 MT/s com QuickPath Interconnection


•Memória: 6 slots DDR3 com limite de 24 GB com 2000 MHz em OC.


•Slots de Expansão: 3 slots PCIe 2.0 x16 com suporte a 3-Way SLI / CrossFireX; 2 slots PCIe 2.0 x1(sendo um compatível com áudio na cor preta); 1 slot PCI 2.2.


•Discos/Leitores Ópticos: Controlador Intel ICH10R com 6 portas SATA 3 Gb/s (suporte a RAID 0,1,5,10 via Intel Matrix Storage Technology); Controlador JMicron JMB363 com 1 porta UltraDMA 133/100/66/33 para até 2 dispositivos PATA, 1 porta SATA 3.0 Gb/s externa na parte traseira e 1 porta SATA 3.0 Gb/s interna.


•Rede: Duas entradas com controladora Gigabit LAN AI NET2.


•Áudio: Chipset SupremeFX X-Fi com Codec ADI AD2000B 8, EAX Advanced HD 4.0, X-Fi CMSS-3D e Crystalizer, Creative ALchemy, incluindo conectores traseiros no padrão S/PDIF e S/PDIF Coaxial/Óptico.


•IEEE 1394: 2 portas 1394a, sendo uma externa e outra interna.


•USB: Até 12 conectores USB 2.0 sendo 6 portas externas na traseira e três conectores internos para mais 6 conectores frontais.



•Características Especiais: Visor LCD externo com informações do sistema; botões integrados a placa-mãe de Power / Reset / Clear CMOS (externo); conector EL I/O; Q-Fan Plus; Asus EPU-6 Engine; Asus Q-Connector; Asus Fan Xpert; Asus EZ Flash 2; Asus CrashFree BIOS 3.


•Opções voltadas para Overclocking: TweakIt; ProbeIt; Extreme Engine com capacitores de polímero Multilayer (ML Caps); CPU Level Up; iROG; Extreme Tweaker; BIOS Flashback; Loadline Calibration; ferramentas inteligentes AI Gear 4, Asus AI Booster Utility e O.C. Profile; ferramentas de proteção COP EX, Voltiminder LED e Asus CPU Parameter Recall.
 
 
Se os números de uma placa de vídeo dessas já impressionam, imagina então duas GeForce GTX 295 trabalhando em Quad SLI. É o sonho de todo e qualquer jogador, com poder de processamento de sobra para abusar de altíssimas resoluções e ainda ter capacidade de sobra para abusar dos efeitos de física com o uso do PhysX, que já vem habilitado pelo próprio driver. Claro que, para utilizar todo o poder de fogo de duas placas de vídeo tão poderosas, você vai precisar que o resto da configuração seja tão avançada quanto, para não criar gargalos e acabar com um motor de Ferrari na carcaça de um Palio. Outro detalhe importante é uma fonte de boa qualidade com 750W (real) para cima, para dar conta das duas placas de vídeo e ter um mínimo de segurança para o resto do sistema.



Especificações Técnicas Asus GeForce GTX 295 (ENGTX295)Computador usado para o Teste:





•GPU: 2 processadores gráficos da série GTX 200;


•GPU Clock: 576 MHz;


•Tecnologia de processamento: 0.55-mícron (55-nm);


•Slot: PCI-Express 16x;


•Memória: 1,8 GB / 896-bit (2x 448-bit);


•Clock Memória: 1.998 MHz GDDR3 (999 MHz real);


•Unidades de Stream Processing: 480;


•Unidades de Texturas: 160;


•Renderizadores back-ends (ROPs): 28;


•Taxa de Processamento Matemático/Aritmético: 1.788 GigaFLOPS;


•Número de transistores: 2,4 bilhões (1,4 bilhão em cada GPU);


•Largura de Banda de Memória: 224 GB/s;


•2 saídas de vídeo integradas (ambas DVI) e 1 HDMI;


•Consumo Máximo: 289 W (através de um conector PCI-E de 6-pinos e outro de 8-pinos);


•Pronto para o Nvidia PhysX;


•Suporte ao DirectX 10 e Shader Model 4.

•Placa-mãe: Asus Rampage II Extreme:


•Processador: Intel Corei7 965 Extreme


•Memória: 12 GB DDR3 (3xKHX12800D3K2/4G Kits 2x2GB Kingston)


•Disco Rígido: 1 Unidade Seagate Barracuda 500 GB 32 MB de Buffer


•Fonte: Corsair 750W


•Slot: 2x PCI-Express 16x SLI


•Monitor: ProView 22” LCD

Configuração de drivers e SO:


•Sistema Operacional: Windows Vista Ultimate 64-bit•DirectX: DirectX 10.0•Driver da placa de vídeo: Driver GeForce v.186.18 Final*Obs.: Todos os componentes de hardware e drivers foram testados em seus estados padrões, sem nenhum overclock ou modificação no intuito do aumento de performance.










Games/Softwares Testados:






•Half-Life 2: Lost Coast [shooter em primeira pessoa - DirectX]


•Unreal Tournament III (FlyBy e BotMatch) [shooter em primeira pessoa - DirectX]


•F.E.A.R. [shooter em primeira pessoa - DirectX]


•Lost Planet: Extreme Condition [shooter em primeira e terceira pessoa - DirectX]


•Crysis [shooter em primeira pessoa - DirectX]


•Far Cry 2 [shooter em primeira pessoa - DirectX]


Conclusão:

O céu é o limite! Esta é a frase que melhor resume para quem tiver grana o suficiente para investir numa configuração tão avançada como esta que tivemos a chance de testar. Os números nos games foram realmente impressionantes – ressaltando que todos os testes foram feitos na resolução 1680x1050 que é a padrão para um monitor de 22” de LCD. Tivemos a média de quase 200 FPS na demo tecnológica “Lost Coast” de HL2, ou muito próximo de 100 FPS em F.E.A.R., sem falar na brincadeira que foi em Unreal Tournament 3 que teve dois testes bem característicos: no FlyBy, que apenas utiliza o processador gráfico “passeando” pelo mapa sem nenhum personagem, tivemos uma variação entre 333 e 281 FPS passando os filtros do mínimo para o máximo, enquanto que no BotMatch, que insere vários Bots como se fossem jogadores e já começa a envolver cálculos de física e mais trabalho do CPU, os número ainda ficaram muito bons, entre 167 e 123 com a utilização máxima do AA e Filtro Anisotrópico.






Passando para os games mais pesados entre os que os que foram testados, tivemos Crysis com uma variação mínima entre High (4X de AA) e UltraHigh (16x de AA), passando de 51 para 48 FPS, o que pode ser mais justificado pela alta resolução, além de um gargalo em potencial no CPU. Algo bem similar aconteceu com o belo Far Cry 2, que variou de 79 FPS em Low (2x AA) para pouco menos de 72 em UltraHigh (16x AA), o que dá uma diferença bem pequena e também nos mostra que o gargalo pode ter ficado mais no CPU.






Com uma placa-mãe tão avançada como a Rampage II Extreme, a performance poderia ter sido ainda mais alta se tivéssemos partido para o overlock, tendo em vista que a placa tem muitas opções para chegar ao overclock extremo, mas o tempo limitado que tivemos para realizar os testes não possibilitou que chegássemos aos testes de OC, e acabamos tendo de nos focar nos games em si que é tem mais relação com o nosso público. Por este lado, o que notamos é que, se você não pretende utilizar o overclock (algo que exige conhecimento avançado e muito cuidado para evitar qualquer problema que pode diminuir a vida útil ou até mesmo danificar de maneira definitiva o seu caríssimo equipamento), existem motherboards com preço menor da própria Asus, que vão lhe atender tão bem quanto a Rampage II Extreme, e sem uma diferença de performance muito significativa. Achar que pagar uma bela grana por uma placa-mãe tão avançada vai fazer muita diferença por si só acaba sendo uma ilusão, pois o que ela faz é abrir em muito a possibilidade de usuários avançados abusarem do overclock.






Já com relação as duas GeForce GTX 295 fabricadas pela Asus em SLI, nos mostrou um poder de fogo realmente brutal. Rodar qualquer game em 1680x1050 com tudo no máximo, incluindo Filtro Anisotrópico e Anti-Aliasing em 16x, e obter mais de 100 FPS em vários títulos é realmente de se tirar o chapéu. Já nos títulos mais pesados do momento, os 4 GPUs interligados proporcionaram também uma performance bastante estável, mesmo quando exigida a qualidade máxima na mesma resolução. Mais do que recomendado para quem tem um monitor de 22” ou superior.






Avaliando a máquina como um todo, o que ficou muito claro em nossos testes foi a prova da continuidade da marca Asus como uma fabricante de muita qualidade e que busca a excelência em seus produtos. Mesmo sendo esta “configuração dos sonhos” ser uma realidade bem distante de 90% (para mais) dos jogadores no Brasil, sem dúvida acreditamos que testes neste nível ajudem como base para quem quiser investir numa máquina mais avançada e, por que não, sonhar em jogar Crysis numa telona com tudo ligado no máximo e manter média de 60 FPS.













sábado, 21 de novembro de 2009

Fernando Panissi Confere as vantagens e desvantagens do Windows 7

A Microsoft lançou oficialmente na ultima semana em todo o globo sua mais nova aposta: o Windows 7. Não foi um frenesi de vendas até o momento, mas os comentários dos especialistas são promissores. Não vejo tantos narizes torcidos como quando foi lançado o Windows Vista.

O lançamento tem a árdua missão de desbancar o maior sucesso da Microsoft em termos de Sistema  Operacional: o Windows XP, que até hoje é largamente o mais usado e confiável sistema desenvolvido pela Microsoft.
O objetivo aqui, portanto, é mostrar pontos positivos e negativos do novo sistema operacional. Assim, você poderá responder a pergunta mais elementar sempre que surge uma grande novidade: aderir a ela ou não?
>>> O que o Windows 7 traz de vantagens

1. Visual mais agradável - O Windows 7 mantém algumas características visuais do seu antecessor como o Aero, do Vista. Mas elas ficaram muito mais caprichadas e organizadas. Um grande ponto é a famosa barra do iniciar que surgiu no longínquo Windows 95 e está bem melhor agora. Reparem no Windows Live Messenger. Antes ele ficava ao lado do relógio em um ícone pequeno e agora está na barra de programas em execução. O efeito de visualização das janelas minimizadas também é muito agradável e prático. Este comportamento é padrão para todos os programas em execução. Outra característica interessante é que, ao passar o mouse sobre os itens, o sistema o mostra na tela alternando as janelas em exibição. Ao clicar com o botão direito do mouse sobre o Windows Live Messenger na barra de programas em execução, o sistema mostra opções condizentes com o aplicativo. No caso do MSN é possível acessar sua caixa postal ou mesmo mudar o status de on-line para ocupado, por exemplo


 


2. Requisitos mínimos de sistema - Um dos tiros no pé do Windows Vista, os requisitos mínimos exigidos para sua execução eram bem fortes perante aos computares que as pessoas tinham em casa, ou seja, para ter o Windows Vista com bom desempenho só em um PC novo e potente. O Windows 7 não sobrecarrega tanto o computador como o Vista, o que o torna uma opção para netbooks e computadores mais modestos. Claro que computadores antigos que tem 1GB ou menos de memória RAM e processadores de 1GHz ou inferiores não irão acomodar bem este sistema. Para saber se seu PC roda o Windows 7, a Microsoft disponibiliza um programa chamado Windows 7 Upgrade Advisor.

3. Se você pensa em trocar de PC, a hora é agora - O lançamento de um sistema do porte do Windows 7 aquece bastante o mercado de computadores (tanto desktops quanto notebooks). Os fabricantes realizam diversas promoções para alavancar as vendas, o que pode derrubar os preços e favorecer quem quer trocar de PC.
4. Tela sensível ao toque - O Windows 7 está preparado para telas sensíveis ao toque com opção de multitoque. O recurso amplamente difundido pelo iPhone, com o qual é possível, por exemplo, expandir uma imagem arrastando simultaneamente duas pontas. O Touch Pack para Windows 7 é um conjunto de aplicativos e jogos para usar este recurso. Eu destaco o Microsoft Surface Collage que é um aplicativo para organizar e redimensionar fotos. Com ele é possível montar slide shows de fotos e também criar papeis de parede personalizados. As funcionalidades da aplicação em si não são novidades, mas o fato de ser feita para usar uma tela sensível a múltiplos toques a torna diferenciada.
 



 5. Atalhos são sempre bem-vindos - Muitos, como eu, gostam de atalhos no teclado para desempenhar funções básicas no sistema operacional. O Windows 7 mantém atalhos que melhoram a experiência do usuário. Um simples toque na tecla do Windows e surte o efeito de clicar no botão iniciar. Basta digitar partes do nome de um programa que o sistema filtra dentre os programas instalados quais programas têm aquela sequência de letras. Outro recurso interessante: os documentos recentes por aplicativo. O menu iniciar mostra os últimos aplicativos executados e logo ao lado uma seta apontando os documentos abertos recentemente.

Outra funcionalidade do botão do Windows é a possibilidade de executar rapidamente os programas que ficam ao lado do botão iniciar. Esta barra substitui a antiga barra de inicialização rápida, mas tem a mesma finalidade. Teclando o símbolo do Windows mais um número de 1 a 0 é possível abrir os programas ali dispostos. A ordem dos números é a mesma dos programas. Repare que na imagem ao lado o Win+1 abre o Internet Explorer e assim sucessivamente.
Se quiser dar uma espiadinha rápida na área de trabalho, basta teclar Win+Barra de espaço. As janelas irão ficar translúcidas (com as bordas à vista) e será possível ver a área de trabalho. Ao soltar o botão do Windows as janelas voltam ao normal.
6. Muitos programas para você - Uma característica marcante do Universo Linux é que as distribuições vêm sempre muito completas. O usuário não precisa baixar nada após instalar o Ubuntu. Isso nem sempre é verdade no mundo Microsoft. Entretanto, o Windows 7 quer começar a mudar esta história. Uma série de aplicativos acompanha o novo sistema operacional e isso é muito bom para os usuários que não precisam se preocupar em baixar programas para atividades básicas. Como exemplo o programa de “postit” chamado Sticky Notes, um programa aprimorado de captura de tela, além de uma versão melhorada do clássico (mas não tão bom) Paint.

>>> O que o Windows 7 tem de desvantagens

1. Preço - Para nós, brasileiros, o Windows 7 chegou às prateleiras com preços variando de R$ 330 (versão Basic) a R$ 670 (versão Ultimate). Este preço é salgado para todos os bolsos. O sistema operacional é a base para qualquer computador funcionar. Acessando os portais das principais lojas do país podemos ver computadores populares custando entre R$ 800 e R$ 1.200. Como pensar em pagar quase o valor do hardware só no sistema operacional? Para chegar nestes preços os fabricantes acabam optando pela instalação do Linux, o que gera um movimento em meios aos “técnicos” de plantão para a instalação de um “XP Pirata”.
2. Tratamento desigual no licenciamento - Para o Brasil não serão comercializados pacotes de atualização para usuários do Windows Vista ou XP. Isso é comum no mercado norte-americano. Outra questão interessante é que também não contaremos com o Family Pack, que é um pacote de instalação com até três licenças de uso por um custo mais baixo. Este pacote é voltado para famílias que tem mais de um computador e o custo de adquirir licenças individuais pode se tornar inviável. Também não teremos em um primeiro momento a opção Anytime Upgrade, que permite ao comprador migrar de uma versão mais básica para uma mais completa por um custo mais baixo.
3. Se você gosta da barra de iniciar clássica, esqueça-a - Não sou saudosista com a barra de iniciar clássica, mas até o Windows Vista permitia aos usuários manter a “barra nova” ou voltar para a antiga com cara de Windows XP. Esse recurso, no entanto, foi excluído do 7. Coloquei este item como desvantagem, pois é algo que muitos fazem questão. Eu particularmente prefiro a barra antiga apesar de que estou começando a me convencer que esta nova barra é legal. Claro que é possivel remover todos os elementos visuais para garantir total desempenho, mas o Windows Vista permitia mudar só o contexto do botão iniciar, deixando-o no modo clássico e esta opção não existe no Windows 7.
4. Segurança, sempre ela - A Microsoft é de longe o alvo preferido dos criminosos virtuais. Falhas no Windows e no Internet Explorer são sempre descobertas e exploradas. Como apurou Altieres Rohr, na coluna Segurança para o PC, do G1, a segurança não é o foco do Windows 7. Mal instalei esta versão Ultimate e logo o sistema já começou a baixar atualizações de segurança.
5. Não é para todo mundo - Sim, ele está mais leve e pode rodar bem em seu netbook, principalmente nas novas gerações que serão feitas especialmente para o Windows 7. Mas ele ainda é pesado, principalmente para computadores mais limitados, o que força as pessoas a comprarem computadores novos se quiser adota-lo. Estou usando o sistema em um computador com núcleo quádruplo e com 4 GB de memória RAM, e o desempenho dele é muitíssimo bom. Se colocá-lo em uma máquina com menos de dois núcleos dificilmente a experiência será satisfatória.
6. Coisas irritantes saem, mas outras ficam - Ponto positivo para a Microsoft em remover a incômoda tela de verificação da Central de Contas do Usuário (UAC) que tanto irritava os usuários do Windows Vista. Mas manteve como configuração padrão as transferências e instalações de atualizações à revelia do gosto do usuário, inclusive reiniciando o PC automaticamente. Durante o tempo que escrevi esta coluna, o PC reiniciou em um momento em que fiquei ausente do escritório.

 >>> Considerações finais – Vale a pena migrar?
Quando surgiu o Windows Vista eu fiquei empolgado e até comprei este computador que uso para escrever as colunas para instalá-lo, mas minha experiência foi frustrante. Voltei a usar o Windows XP neste computador e comprei um notebook com o Vista, pois não dá para escrever sobre tecnologia sem ter como conviver com o que está aí no mercado.

Instalei o Windows 7 no meu PC e estou usando-o direto. Estou gostando do sistema. Ele é graficamente muito bonito e agradável. O fato de permitir teclas é outro ponto que me agradou.
O desempenho do PC também está muito bom e, ouso dizer, melhor do que com o Windows XP, mas é claro que ainda não trouxe todos os programas que tenho no XP para esta nova instalação.
Vale a pena migrar? O que vi de bom me faz crer que vale, entretanto esbarro no quesito preço para cravar um SIM na resposta. Pensar em pagar pelo sistema operacional um valor equivalente, em alguns casos, a 80% do valor do hardware é algo muito difícil de aceitar.
O preço do sistema é uma barreira no crescente mercado de computadores populares e voltados ao novo “consumidor de tecnologia e internet”, formado pelas classes menos abastadas da população. O movimento de inclusão destas pessoas é irreversível e importante para a economia e também para a sociedade como um todo. O custo do Windows só serve para aumentar a visibilidade e o mercado do Linux que por ser gratuito acompanha a maioria dos computadores populares por mais que seus novos proprietários paguem para um técnico “instalar o XP” neles. Não que eu seja contra o PC ir com Linux, muito pelo contrário, pois acho um sistema operacional excelente, mas que ainda tem que caminhar no quesito facilidade de uso.

* Fernando Panissi é especialista em tecnologia e internet, formado em Sistemas de Informação com extensão em gestão. É professor universitário e ministra cursos de extensão em desenvolvimento de sistemas. Vive a internet e suas excentricidades desde 1995 e, nesta coluna, irá compartilhar suas experiências e conhecimentos sobre os mais variados temas ligados à internet, computação e tecnologia. Também tira as dúvidas deixadas pelos leitores na seção de comentários.



Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1355718-6174,00-CONFIRA+AS+VANTAGENS+E+DESVANTAGENS+DO+WINDOWS.html










DVD de pedra pode durar até 1000 anos


A empresa norte americana Cranberry desafiou a modernidade do Blu-ray e investiu em um novo modelo de DVD, com uma peculiaridade bastante grande: um disco que pode durar até 1000 anos!
O Diamond Disc é feito de “pedra sintética”, que continua transparente após a finalização de sua produção, e pode suportar temperaturas de até 80ºC. Cada unidade do disco custa US$ 35. Um valor justo e acessível se levado em comparação com a qualidade e durabilidade do produto.Mas o grande segredo está no gravador desenvolvido especialmente para queimar arquivos nesse formato de DVD. O aparelho custa US$ 4.995 e em seu pacote acompanham 150 Diamond Discs.
A Cranberry assegura a durabilidade do DVD e, para quem não quer investir uma grana tão pesada no equipamento de gravação, a empresa grava para o usuário dados no Diamond Disc e envia para a casa do consumidor sem custo adicional. A pessoa apenas deve enviar um DVD convencional com as informações e arquivos que deseja guardar, pagando apenas pela aquisição do disco.

Bateria de notebook com uma semana de duração?


Um notebook modelo Aspire Timeline 1810TZ, da Acer, parece ter encontrado uma solução para problemas de duração de bateria.


Segundo testes feitos pelo site RegHardware, o produto, que tem seis células de bateria lítio-ion, rodando Windows 7, tem autonomia de vida útil de quase 160 horas, ou então, seis dias e meio.


O número foi constatado após o uso contínuo durante um dia em uma conferência. Ao final, viu-se que aidna restavam 41% da bateria, o que significava, segundo informações do sistema operacional, 65h29min de duração.


Ao fazer as contas, o pessoal do site notou que a vida útil do notebook era de quase uma semana. Mas eles dão o aviso: será que não foi um bug do Windows 7?

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

LG-GD900 Crystal O Celular com teclado trasparente!

O video do novo celular da LG já está disponivel ,o maior atrativo é o touchpad transparente com um visual matador a Lg aposta varias fichas no LG-GD900 Crystal


LG-GD900 Crystal O Celular com teclado trasparente!

LG-GD900 Cristal é o primeiro telefone com um touchpad. transparente abaixo segue as imagens do novo LG.




dinheiro na web? Veja

Diversas dicas para você se dar bem utilizando apenas a internet.



Links:


Orolix - provedor que paga para você navegar
Crescenet - provedor que paga para você navegar
Blogger - crie blogs de forma gratuita
Wordpress - crie blogs de forma gratuita
Google Adsense
Wordpress passo a passo: videotutorial
QualiBest - Questionários pagos (português)
GlobalTestMarket - Questionários pagos (inglês)
American Consumer Oppinion - Questionários pagos (inglês)
Fulano - Jogue, responda a quizzes e troque pontos por brindes
Ebay
Mercado Livre
Blog Promoções na Internet
Blog Amostras Grátis
Dell
Catho
Submarino
Uol

Crackers têm novo jeito de ativar Windows 7

Um grupo de crackers descobriu uma nova forma de ativar versões ilegais do Windows 7 e do Windows Server 2008 R2.
A técnica permite que usuários acessem todas as funções do sistema sem a necessidade de utilizar a chave de ativação que acompanha as cópias originais do produto.
Segundo o My Digital Life, o crack é similar ao utilizado para burlar o recurso de ativação do Windows Vista, que já foi corrigido pela Microsoft na versão. O problema é que o Win 7 apresenta o mesmo problema que, segundo a MS, deve receber atenção em breve.

“Nós já estamos sabemos do problema e estamos trabalhando e sua solução”, afirmou um representante da empresa de Redmond ao site The Register.
O crack funciona anulando o arquivo conhecido como sppcompai.dll, que invalida a ação do Windows Activation Technologies, Software Protection Platform e do Software Licensing Client. Todos desenvolvidos para validar as cópias do SO.
Usuários com cópias ilegais e não registradas recebem constantes mensagens de segurança do sistema, informando que a máquina pode estar infectada com ameaças digitais, como malware e vírus.


fONTE -http://info.abril.com.br/noticias/seguranca/crackers-descobrem-jeito-de-ativar-windows-7-16112009-42.shl

FGV oferece cursos gratuitos de tecnologia


A Fundação Getúlio Vargas está oferecendo diversos cursos a distância, incluindo conteúdo na área de gestão e tecnologia da informação.
O conteúdo para a área de tecnologia abrange a gestão da TI, baseada nas estratégias e conceitos, além de técnicas de gerenciamento de projetos. Em metodologia, existe um tópico específico para ciência e tecnologia.
Entre os cursos oferecidos em outras áreas está a Estratégia para Empresas, Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, Gestão de Custo e Recursos Humanos, por exemplo.
Os alunos deverão ter o Adobe Flash Player 9 instalado em suas máquinas para assistir as aulas, caso contrário não conseguirão visualizar o material disponível.
Para acessar o conteúdo, é necessário clicar na opção de curso desejado e efetuar um cadastro. Caso você não tenha uma conta, será necessário preencher um formulário com dados pessoais, além de responder a uma pesquisa sobre suas expectativas em relação ao curso.
Os alunos cadastrados terão direito a imprimir um certificado de conclusão ao final do curso.
Acesse a página oficial de cursos gratuitos da FGV.

Você pode conseguir o adobe 9 aqui >> Baixaki


Fonte da informação http://info.abril.com.br/noticias/carreira/fgv-oferece-cursos-gratuitos-de-tecnologia-20112009-3.shl

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Batalhas intensas e modo cooperativo são o destaque de 'Halo 3: odst'

Game para o Xbox 360 volta no tempo para contar detalhes da aventura.



Franquia já vendeu mais de 27 milhões de unidades no mundo.
 
Plataforma: Xbox 360

Produção: Microsoft Game Studios
Desenvolvimento: Bungie
Distribuição no Brasil: Microsoft
Gênero: Tiro
Lançamento: 22/09/2009
Preço sugerido: R$ 159,90
Nota: 9,0*



Em meio ao saturado gênero de jogos de tiro em primeira pessoa, a franquia “Halo” consegue destaque por apresentar uma história rica e ação na medida certa. Isso fez com que os três jogos da série somados vendessem mais de 27 milhões de unidades no mundo inteiro. Apostando no sucesso dos games, a produtora Bungie, em vez de continuar a narrativa de “Halo 3”, optou por voltar atrás e mostrar os acontecimentos dois anos antes do terceiro jogo. Assim começa “Halo 3: odst”.

Baixatudo: faça o download do demo de “Halo” para o PC

A série “Halo” mostra uma guerra entre humanos e alienígenas que acontece em um mundo fictício no futuro. O jogo de tiro apresenta uma perspectiva em primeira pessoa, ou seja, o jogador vê exatamente como o personagem na tela. Assim, enxergam-se apenas as mãos do herói e as armas que ele carrega.
A maior mudança que “Halo 3: odst” traz na série é a mudança do personagem principal. O cultuado Master Chief é substituído por um soldado Orbital Drop Shock Trooper (ODST) que dá nome ao jogo. O combatente se assemelha com o herói dos jogos anteriores, apresentando armas e habilidades similares – uma ou outra metralhadora faz sua estreia na franquia, mas elas não fazem diferença alguma nos confrontos. Desse modo, quem jogou “Halo 3” não terá dificuldades em enfrentar os inimigos e progredir na aventura.





Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/Games/0,,MUL1346874-9666,00-BATALHAS+INTENSAS+E+MODO+COOPERATIVO+SAO+O+DESTAQUE+DE+HALO+ODST.html